telefone

Ter o Site Validado Pela W3C, vale a pena?

Os padrões web já existem a um bom tempo e ainda são muito utilizados na criação de sites. Mas até que ponto realmente vale pena ter um site 100% validado strict pelo W3C validator?

O Google já deixou bem claro que prefere sites criados em padrões tableless, ou seja sites criados sem tabelas para elaboração de layouts e posicionamento de objetos, e sites com toda a formatação e informações em geral criados separadamente em um arquivo externo(css). Dessa forma deixamos somente a estrutura HTML com seu devido conteúdo de texto em suas devidas tags.

Mas por que o Google prefere sites validados?

Primeiramente pela acessibilidade. Tanto ao usuário que visualiza seu site como para a facilidade de indexação dos motores de busca.

Vamos começar pelo usuário que acessa seu site.

Um site validado se torna acessível a praticamente todos os tipos de dispositivos. Desde Smartfones, até navegadores como Firefox, Opera, Safari e nosso “querido” Internet Explorer. Sites desenvolvidos em tableless são acessíveis a praticamente todos os dispositivos, independente do tamanho do display ou da resolução que o usuário acessa.

O único problema que temos ainda é com nosso querido Internet Explorer 6, que atualmente causa muitos problemas a maioria dos programadores, mas com passar do tempo encontramos “hacks” e alternativas para contornar esses erros. Já com o restante dos navegadoras não encontramos muito problemas, somente alguns ajustes simples, mas que não influenciam diretamente no trabalho do site.

Agora vamos falar sobre como os robôs de busca lidam com um conteúdo validado e outro conteúdo não validado. Como o próprio Google já deixou bem claro as páginas desenvolvidas em tableless são mais fáceis de serem indexadas do que páginas não validadas. Por quê ?

Simples, como já falei diversas vezes em outros artigos a principal função dos robôs de busca é entregar ao usuário que procura algo na internet um conteúdo bom, de forma rápida e acessível. Forma rápida por que os site padronizados carregam mais rapidamente devido a ter toda sua formatação em um arquivo externo(css), e ter com código sem erros. Com um código sem erros o robô indexa a avalia rapidamente o conteúdo do seu site e automaticamente já classifica seu site em boas posições pela facilidade, tanto para o usuário que com certeza irá visualizar sua página de maneira correta, como para o robô de indexação que irá com certeza indexar todas suas páginas com perfeição, pois não existe problema algum para o robô no processo de indexação.

O W3C validator somente existe para uma finalidade. Facilitar o trabalho de indexação dos motores de busca. Nada mais. Por que o usuário que quer um site não esta preocupado se o site será validado ou não. O que usuário quer é um site bonito e funcional. Nada mais, por que ele não entende como nós a importância de se ter um código limpo e padronizado para futuras atualizações ou modificações que possamos a vir fazer no site. Para ele o que importa é o site funcionar e divulgar o trabalho dele.

Diante de todos esses fatos podemos concluir o seguinte.

Ter um site validado não lhe colocará nas primeiras páginas do Google, mas com certeza o Google dará prioridade para um site semelhante ao seu que não está em padrões web. Seu site certamente ficará a frente por ser um site validado, mas existem muitos outros fatores que influenciam ter boas posições nos buscadores. Ter o site validado é somente 10% do processo de otimização do seu site. Mas falaremos em outro artigo especifico sobre SEO( Search Engine Optmization), que nada mais significa que otimização de sites.

Outro ponto muito importante é que existem certas novidades como CSS3 que ainda não é validado pela W3C mas funciona perfeitamente em todos os navegadores, porém sua folha de estilos não será 100% validada. Um exemplo para deixar um pouco mais claro sobre a CSS3 é a propriedade opacity que deixa um efeito de transparência no elemento. Esse elemento a não é reconhecido pelo W3C validador, mas fica um efeito lindo de transparência no site.

Vêem como nem sempre ter um site 100% validado é bom? Você por um lado perde qualidade para simplesmente ter o site validado? Mais uma vez caros amigos, o cliente não está preocupado se o site está ou não está validado. Ele somente quer um site bonito e funcional.

Resumindo e finalizando esse artigo. Querem as primeiras posições nos buscadores? Criem artigos relacionados com sua área de atuação. Um exemplo prático é justamente esse artigo. Note que somos uma Consultoria SEO, que criamos sites otimizados. Agora conte quantas vezes mencionamos as palavras SITE, OTIMIZAR SITE, GOOGLE e seus sinônimos em geral.

O que eu quero deixar bem enfatizado é que ter um site nos padrões facilita nosso trabalho de manutenções futuras nesses sites, e que TER UM SITE VALIDADO NÃO É TUDO. Vale muito mais a qualidade de trabalho do programador.

Outro ponto que disse anteriormente, ter um site validado não garante boas posições nos buscadores. Ajuda. Mas não garante.
Ter um site validado é bom. Mas não é tudo. Guardem bem isso e se preocupem com a qualidade e semântica do seu site do que com validação de códigos.

Data de Publicação: 15/04/2014